segunda-feira, 18 de abril de 2011

Espelho de classe, quem nunca teve?

  Olá, hoje venho falar sobre "espelho de classe". 
  A primeira vez que ouvi essa palavra, foi na 2ª série: eu pensei que era um espelho (daqueles com borda laranja) que seria pendurado na nossa sala! Na verdade, na 1ª série teve espelho de classe, mas não com essas palavras.
  Até a 5ª série todo mundo respeitava o espelho de classe, depois, na 6ª, 7ª e agora 8ª, o pessoal só respeita (e só vai respeitar), na primeira, no máximo segunda semana. Depois todo mundo vai trocar de lugar, é sempre assim! 
  Sinceramente? Acho que não deveria existir espelho de classe, afinal de contas se os alunos conversam durante a aula e não prestam atenção, ou é porque você, professor, não tem pulso firme pra controlar a turma, ou é porque a sua aula é realmente desinteressante! Mas às vezes, se os seus alunos conversam mas se dão bem nas provas, trabalhos, enfim, entendem o conteúdo, é porque a conversa é sobre o assunto da aula! (parabéns!)
  Concluindo então, espelho de classe é aquele negócio que serve para você ficar num lugar que você não consegue prestar atenção no professor, você não se sente confortável, você fica perto de pessoas que você não gosta e uma semana depois, você troca de lugar e vai conversar com alguém... de novo! Ou seja, espelho de classe, não serve pra nada!

Boa noite,
Magal ;)

4 comentários:

  1. Professora Louise21 de abril de 2011 05:11

    Olha, me colocando no lugar dos alunos, eu tb n gostava muito do espelho de classe... O fato é que ele nao tem como objetivo somente reduzir as conversas na sala de aula, mas tb de fazer com que os alunos socializem entre si e se abram para novas amizades, afinal, que nunca teve um colega baixinho, narigudo e que quase nao tem amigos???

    E tem mais, sao os professores que fazem o espelho, mas se eles realmente gostam da turma, eles dao uma "ajeitadinha" para que grandes amigos nao fiquem tao distantes na sala de aula pq tb sabemos que n adianta querer separar, a consequência é um passeio geral na sala com a desculpa de "pegar material emprestado", só pra matar a "saudadinha", hehehe...

    ResponderExcluir
  2. Oi, prof Louise! Que bom saber a sua opinião sobre o tema, porque até depois de termos postado o texto, a gente pensou em colocar a opinião de um "mestre" no assunto, no caso, um professor! hahaha O texto realmente ressaltou bem a visão de alunos sobre o espelho de classe, né? Mas obrigada por comentar e participar do nosso blog!
    Um abraço, Maria e Nat.

    ResponderExcluir
  3. Olá! Sou professora de Português e Literatura e também alfabetizadora. Já dei aulas para 7ª, 8ª série do fundamental, 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio. Atualmente, tenho uma quarto ano a tarde e um primeiro ano do fundamental pela manhã. Concordo plenamente com a professora Louise, pois quando eu era aluno, n gostava de espelho de classe. Mas, ele é útil e necessário. Os alunos precisam se relacionar com outros do mesmo grupo e fazer novas amizades. O espelho de classe também visa diminuir a conversa e brincadeiras fora de hora.Quando faço o espelho de classe da turma, coloco os alunos que tem dificuldes de aprendizagem mais próximos da minha mesa, pois só assim posso ajudá-los seguidamente. Também tenho alunos hiperativos, com déficit de atenção, tenho que colocá-los mais próximos de minha mesa para auxiliá-los.Parabéns por ser uma pessoa crítica e manifestar sua opinião.abraços da professora Rossita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rossita, tudo bom?
      Realmente, existem várias formas de se ver algo (no caso o "espelho de classe") e cada caso é um caso. Por experiência própria eu sei que, "espelho de classe" só funciona quando o professor sabe administrar as aulas. Às vezes por ser muito jovem ou inexperiente, o professor não tem o controle da turma, que acaba se aproveitando disso e fazendo bagunça, e aí, lá se foi o "espírito" do espelho de classe... Mas realmente ele é necessário para separar focos de conversa, colocar alunos com dificuldades na frente, para ajudá-los... Porém a real inspiração desse texto, é a minha indignação, com a falta de respeito de uns em relação ao espelho de classe, enquanto que outros (eu) têm que respeitá-lo, mesmo não querendo.
      Obrigada mesmo pelo comentário Rossita, volte sempre.

      Abraços
      Magal & Siry

      Excluir